Como é grande a minha culpa por você ter esquizofrenia

Facebooktwittergoogle_plus

Sabe aquela música que diz:  “Como é grande o meu amor por você”?  Pois é para os cuidadores essa frase poderia ser “como é grande a minha culpa por você ter esquizofrenia”.

A culpa que os cuidadores de familiares que tem esquizofrenia sentem é imensa. Se culpam por ele ter o transtorno, por não poder ajudá-los mais, como com os delírios e alucinações.  Culpam-se por não poder tirar isso deles.

E nessa hora surge também uma grande frustração, sentimento de impotência por ver o seu familiar sofrendo e não poder eliminar essa dor deles.

Com o passar do tempo os cuidadores aprendem a lidar com os imprevistos da esquizofrenia.

Aprendendo aos poucos a lidar com suas expectativas e medos, porém, parece que nunca é o suficiente, pois não podem fazer seu familiar não sofrer.

Qual seria a melhor maneira de lidar com essa frustração?

Vou propor a você cuidador um exercício de reflexão.  Sim, eu sei que não é fácil não se culpar ou modificar esse sentimento de uma hora para outra.

Eu sei que dói, magoa e frustra muito ver um filho ou qualquer outro familiar, independente do grau de parentesco que seja, sofrendo e não poder ajudá-lo com esse sofrimento.

Vamos Pensar…

Começo a reflexão de hoje te perguntando: será que você realmente não o ajuda?  E tudo que você faz pelo seu familiar, fica onde?  Estar ao seu lado apoiando-o, orientando, e ajudando no que for possível, não seria uma forma de ajudar a lidar com esse sofrimento?

Só o fato de estar ao lado do seu familiar, disponível para lutar ao lado dele é uma grande ajuda, tenha certeza disso!

Sem você cuidador e/ ou familiares não é possível para quem tem o transtorno conviver com a esquizofrenia.

Ir ao médico, estar atento às medicações, ajudar nos cuidados com a higiene, com o cuidado pessoal, incentivar, motivar, orientar, buscar melhores condições e tratamentos para o seu familiar, etc, ufa!!

Todos esses exemplos que citei acima comprovam que os cuidadores ajudam, e muito o seu familiar.

Voltamos a falar sobre a culpa que os cuidadores sentem.  Eu te pergunto: foi você que inventou a esquizofrenia?  Foi você que escolheu que o seu familiar tivesse esse transtorno?  Ou quem sabe ainda, você foi o causador do momento em que ele desenvolveu esquizofrenia?

Não.  Ninguém é ou foi culpado por ter esquizofrenia.  Nem o cuidador ou a pessoa que desenvolve o transtorno deve se sentir culpado.  Novamente eu repito saber que não é fácil entender e lidar com essa culpa, entretanto, é possível sim refletir, entender e aprender a lidar com esse sentimento de culpa.

Como lidar com essa culpa?

Convido você cuidador a toda vez que pensar ou se sentir culpado por seu familiar ter esquizofrenia que você se faça as perguntas que eu citei acima, pois assim irá aos poucos percebendo que realmente você não tem culpa nenhuma, ninguém tem.

Você pode também pensar o que você faz para o seu familiar?  E eu tenho certeza que você encontrará uma série de coisas, as quais podem parecer simples e bobas mas que para o seu familiar faz toda a diferença.

Pense que não há motivos para ter culpa, que você faz o possível e o impossível para ver o seu familiar vivendo da melhor forma possível, se superando e aprendendo a cada dia como lidar com a esquizofrenia.

Sim, haverá momentos em que você vai se sentir culpada e vai se questionar, é impossível dizer que isso nunca mais acontecerá, porém o que você cuidador precisa é diminuir a cada dia essa culpa, com a certeza de que ela não lhe pertence.

Livre-se da culpa!!

Cada vez que esse sentimento lhe vier ao coração ou a cabeça, pense sobre o que eu te trouxe aqui. Reflita se você realmente tem e merece essa culpa.

Eu tenho certeza que você vai perceber que não tem culpa alguma e que não merece viver com esse sentimento te incomodando.  Você é alguém muito forte e vencedor. Você é guerreiro, tem o amor maior do mundo no peito, é uma fera para defender sua família, principalmente o seu familiar que tem a esquizofrenia, muitas vezes indefeso.

Por isso não aceite mais esse título de culpado (a), esse sentimento que te derruba, que te fere no fundo da alma.

Olhe para o que você conquistou e ainda conquistará! Olhe para as batalhas que você venceu, para quem você é, para família que você construiu. Você é um familiar guerreiro, incansável e vencedor, lembre-se sempre disso!!

Abraço,

Daniela

Livre da culpa!!

Livre da culpa!!

 

 

 

 

 

Comentários

Comentários