Um pouco da história da Esquizofrenia

Facebooktwittergoogle_plus

O transtorno da esquizofrenia era inicialmente conhecido como demência precoce.

Sendo em 1911 proposto por Eugen Bleuler o termo esquizofrenia.

Esquizo >>divisão, Phrenia>>> mente, termo este que ainda hoje é utilizado para caracterização e classificação das principais doenças, por exemplo a classificação Internacional das doenças (CID 10), OMS – Organização Mundial de Saúde e o Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders (DSM –V- atual).

Antigamente pessoas com esquizofrenia eram isoladas, pois eram vistos como perigosos demais para sociedade e ordem moral e pública, conforme legislação brasileira de 1934. Eram vistos como sujeitos alucinados, sem razão, sem direito e sem cidadania.

esquizoblogEm meados da década de 1960 na Itália, iniciou-se um movimento de reforma psiquiátrica que questionava a questão dos pacientes em isolamento, propondo uma nova abordagem de tratamento, o qual seria inserido na comunidade.

Esse movimento pretendia a quebra de paradigmas, buscando a desospitalização e a valorização do sujeito em seu sofrimento e não visto apenas como um “louco doente”.

Somente em meados de 1970, no Brasil, dá-se início a esse movimento. E em 1989, Paulo Delgado, então deputado, envia o projeto de lei que propunha a reforma psiquiátrica. Sendo sancionado apenas em 2001.

A lei federal 10216 de 2001 prevê o fechamento progressivo dos manicômios, criando serviços substitutos com base em um trabalho multidisciplinar, o qual objetiva a reintegração social das pessoas que tem esquizofrenia.

Surgem então os CAPS- Centro de Atenção Psicossocial, que atendem saúde mental, com enfoque na reinserção social, cidadania e modelo de atendimento centrado na comunidade.

Surgindo assim a necessidade: o retorno dos cuidados das pessoas que têm esquizofrenia aos seus familiares e cuidadores.

Este será tema de um novo artigo e teremos muito a refletir, pois fica a pergunta: esses cuidadores estão preparados para assumir tal responsabilidade? Estão orientados em como agir?

Beijos e até breve!!

Daniela

Comentários

Comentários