Como os cuidadores podem ajudar seu familiar

Facebooktwittergoogle_plus

Quanto melhor preparados estiverem os cuidadores de pessoas com esquizofrenia, melhor serão as chances de que o familiar recaia menos vezes e progrida no tratamento. Sabemos que após a Reforma Psiquiátrica os familiares voltaram para casa e que sua família não sabia como lidar com eles. Não houve uma preparação, um cuidado com essa transição. O que prejudicou as relações e a estabilização do paciente.

Devido ao fato de que os cuidadores, em sua maioria não estão preparados para lidar com tal sobrecarga que o transtorno traz, eles acabam vivenciando sentimentos diversos e variados, stress, doenças, o que possibilita aumento de recaídas e re-internações de seu familiar.

Muitos cuidadores não se encontram preparados para exercer a função de cuidadores, pois não possuem conhecimento da doença, das causas, do tratamento, de como devem agir com seu familiar, de como lidar em momentos de crise, dos seus direitos e deveres da saúde pública.

Todos fatores citados acima, entre outros, ocasionam, via de regra, grande sobrecarga e sofrimento aos cuidadores. E não seria para menos certo! E sempre repito, o cuidador/familiar não deve se sentir culpado por isso, pois afinal de contas é ser humano, sofre e tem medos como qualquer outra pessoa.

Psicoeducação x Cuidadores

Psicoeducação x Cuidadores

Nesse sentido é vital que não somente a pessoa que tem esquizofrenia, mas também sua família busque apoio, orientação sobre o transtorno e ajuda para si mesmo. Um momento em que os cuidadores possam desabafar, colocar suas angústias, incertezas e sentimentos para fora.

Programas de Psicoeducação acerca do transtorno ajudam o cuidador a entender e conhecer seu familiar, a saber como agir em cada momento.

Trazem sugestões, estratégias de enfrentamento para se usar no dia a dia.

A Psicoeducação pode ajudar a família a ter um ambiente familiar melhor, a viver de forma mais saudável e com qualidade.

Busque sempre estar informado sobre o transtorno, suas evoluções e mudanças, assim você saberá como agir e viver melhor com seu familiar.

Beijos e até logo!!

Daniela

 

Comentários

Comentários